MINISTRO da Educação, ex-governador de Pernambuco, deputado federal Mendonça Filho, recebe prêmio como educador

A imagem pode conter: 2 pessoas

A imagem pode conter: 2 pessoas

O ministro da Educação, ex-governador de Pernambuco, deputado federal Mendonça Filho (DEM-PE) recebeu, na sexta-feira, 24 de novembro, no Rio de Janeiro, o Prêmio Fernando de Azevedo – Educador do Ano, homenagem instituída pela Academia Brasileira de Educação em 1992 com o objetivo de valorizar o educador que tenha se destacado em âmbito municipal, estadual ou nacional daquele ano.

“Receber o Prêmio Fernando de Azevedo, um grande educador, sociólogo que pautou sua vida pela defesa da qualidade na educação, concedido por uma entidade como a Academia Brasileira de Educação, é mais do que gratificante. É um estímulo a continuar o nosso trabalho”, afirmou Mendonça.

Trajetória

Em seu discurso, ele ressaltou sua trajetória desde quando sua família, natural de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, buscou sempre a educação como um valor para a superação. “Da união do meu pai com minha mãe formou-se uma família grande, privilegiada por compartilhar o amor e a dedicação de pais formidáveis, que repassaram princípios e valores fundamentais como a ética, o respeito ao próximo e às diferenças.”

Em relação à vida política, o ministro que é filho do ex-deputado por Pernambuco, José Mendonça Bezerra, fez questão de lembrar os feitos na carreira pública, que começou aos 20 anos de idade, como deputado estadual, passando pelo Executivo como secretário de estado, depois novamente no Legislativo como deputado federal, e na vice-governadoria no governo de Jarbas Vasconcelos. “Ao coordenar a implantação das escolas em tempo integral, tive meu primeiro grande encontro com a educação pública, encontro esse que me proporcionou uma nova visão do tema: a do papel transformador de vidas, de realidades e, principalmente, de realização de sonhos.”

Mendonça Filho finalizou o discurso enfatizando o trabalho que tem feito no MEC, com as grandes mudanças que a equipe do ministério tem feito desde que o pernambucano assumiu o cargo, em maio de 2016. O ministro enfatizou, ponto a ponto, as principais reformas que tem ajudado a realizar, como a do Ensino Médio, a reformulação da Base Nacional Comum Curricular, mudanças no Enem e políticas nacional de alfabetização e formação de professores.

“É uma honra e um orgulho trabalhar ao lado de educadores e educadoras do nível e com o comprometimento dos que temos hoje no Ministério da Educação. Divido este prêmio com essa equipe maravilhosa”, finalizou.

Adauto Ferreira – Portal Novos Tempos – Fonte: jconline.ne10.uol.com.br

Avatar

Por Adauto Ferreira

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado.

E-mail: adautoferreira1958@hotmail.com