REELEIÇÃO de prefeitos bate recorde: 2.237 cidades mantêm gestores, diz CNM

 REELEIÇÃO de prefeitos bate recorde: 2.237 cidades mantêm gestores, diz CNM

Continuidade é a marca das eleições municipais de 2020. Levantamento preliminar da Confederação Nacional de Municípios (CNM), obtido em primeira mão pela CNN, mostra que os eleitores de 2.237 cidades reelegeram os atuais gestores no domingo passado, maior número já registrado no país desde a aprovação da emenda constitucional que permitiu a prefeitos, governadores e presidentes a concorrer a um segundo mandato, em 1998.

Os dados levantados pela CNM no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda podem sofrer alterações, em função de candidatos que disputaram o pleito sub judice e das dificuldades no processamento dos dados vista este ano.

Mesmo assim, dificilmente o número será inferior aos 2.135 casos de recondução de prefeitos observado em 2000, primeiro ano em que os gestores municipais puderam disputar um novo mandato consecutivo.

De acordo com a confederação, de 4.398 prefeitos que estão em primeiro mandato, 3.510 decidiram disputar a eleição deste ano e 888 preferiram não concorreram. Ou seja, quatro em cada cinco gestores se submeteram ao julgamento dos eleitores sobre seus mandatos. Entre os que saíram candidatos, a taxa de sucesso foi de 63,73%.

Com esse desempenho, o índice volta aos patamares registrados nas eleições anteriores à exceção de 2016, único ano em que menos da metade dos candidatos à reeleição conseguiu renovar o mandato. Quatro anos atrás, a taxa de sucesso registrada pela CNM foi de 49,48%.

“Os resultados mostram como, apesar de todas as dificuldades enfrentadas pelos municípios e agravadas neste ano pela pandemia, os gestores conseguiram corresponder às expectativas da população de suas cidades”, avalia o presidente da CNM, Glademir Arolde.

Segundo turno

O número total de prefeitos reeleitos pode ganhar mais 18 nomes, de acordo com a confederação. Desses, 16 são homens e 2 mulheres ainda buscam um novo mandato nas urnas em cidades com mais de 200 mil eleitores. A CNM também observa que há 24 candidaturas sub judice, novamente com 2 mulheres, além de 22 homens à espera de uma decisão judicial.

O levantamento considera o resultado de 5.526 dos 5.567 municípios que realizaram eleições no domingo – Macapá (AP) teve a disputa adiada para dezembro. Apesar do recorde, a maioria das cidades brasileiras terá novos gestores a partir de 1 de janeiro, com 3.289 prefeitos em início de mandato e 2.237 reeleitos, além das 57 disputas que serão definidas em 29 de novembro.

Portal Novos Tempos – CNN

Avatar

adauto Ferreira

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-mail: adautoferreira@portalnovostempos.gmail | WhatsApp (88) 9 9496-3098 | Rua Sargento Orlando S. Campos, 08 - Araripina (PE)