Por PSB, Lula retira candidato do PT em Pernambuco

 Por PSB, Lula retira candidato do PT em Pernambuco

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) retirou, nesta sexta-feira (4), a candidatura do senador Humberto Costa (PT) ao governo de Pernambuco, em um gesto político ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). As informações são da âncora da CNN Daniela Lima.

Pelas redes sociais, Costa declarou que a decisão veio após uma reunião com Lula e a presidente do PT, Gleisi Hoffmann. “Por uma construção coletiva, por uma aliança nacional contra esse fascismo encarnado por Bolsonaro, retiramos a nossa candidatura em Pernambuco num gesto político ao PSB”, afirma.

“O PT do nosso estado está dando uma contribuição fundamental à conquista desta vitória!”, complementa Costa.

Já os acordos em São Paulo vão para outro lado. O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e o ex-governador Márcio França (PSB) são os candidatos a governador por suas respectivas legendas. Alguém terá que ceder. De acordo com Lula, a chance de Haddad deixar o pleito é zero.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), terá que convencer o presidente do partido, Carlos Siqueira, e França a desistirem.

Segundo declaração de Siqueira em janeiro, o PSB desejava apoio do PT em sete estados. Como resposta, irá apoiar a sigla na Bahia, Sergipe, Piauí e Rio Grande do Norte.

“Há que se ter reciprocidade na construção na unidade polícia”, disse Siqueira pelas redes sociais.

Gleisi, à época, declarou ser legitimo que Siqueira queira defender seus espaços e proteger seus nomes. Como também é legitimo que o PT apresente quadros que julga serem competitivos.

“Eu quero fazer essa conversa com muita calma e muita paciência”, afirma Gleisi

O prazo para as definições é 1º de março, quando todas as legendas precisam formalizar as federações partidárias.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) retirou, na sexta-feira (4), a candidatura do senador Humberto Costa (PT) ao governo de Pernambuco, em um gesto político ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). As informações são da âncora da CNN Daniela Lima.

Pelas redes sociais, Costa declarou que a decisão veio após uma reunião com Lula e a presidente do PT, Gleisi Hoffmann. “Por uma construção coletiva, por uma aliança nacional contra esse fascismo encarnado por Bolsonaro, retiramos a nossa candidatura em Pernambuco num gesto político ao PSB”, afirma.

Segundo o senador, a medida acontece para pavimentar “acima de quaisquer interesses pessoais, um caminho de união em favor da esperança e de um novo Brasil”, com Pernambuco sendo um estado estratégico para a união dos partidos.

Portal Novos Tempos – Fonte: CNN

Avatar

adauto Ferreira

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado.

E-mail: adautoferreira1958@hotmail.com