20 de julho de 2024

CIDADES brasileiras, entre as quais Recife, Fortaleza e Teresina, têm atos pró-governo

Resultado de imagem para Cidades brasileiras têm atos pró-governo

Capitais como Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Belém registraram protestos pacíficos. Com a pandemia de coronavírus, autoridades de Saúde haviam pedido que população evitasse eventos com grandes aglomerações.

Capitais brasileiras e cidades do interior registraram, na manhã deste domingo (15), atos de apoio ao governo de Jair Bolsonaro. Capitais como Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Belém (PA), Maceió (AL) registraram protestos pacíficos.
 
Apesar da orientação de autoridades da Saúde de vários estados e da Organização Mundial da Saúde (OMS) para suspender a realização de eventos com grandes aglomerações para evitar a disseminação do novo coronavírus (Sars-Cov-2), apoiadores do governo não atenderam ao apelo.
 
Na quinta-feira (12), em pronunciamento em rede nacional, Bolsonaro afirmou que as manifestações marcadas para este domingo (15) deveriam ser repensadas diante do cenário de pandemia do coronavírus. O presidente havia dito que os movimentos eram “legítimos e espontâneos”, mas que não se podia colocar em risco a saúde da população em razão da pandemia de Covid-19.
 
Porém, neste domingo, em uma rede social, o presidente compartilhou vídeos de manifestações em cidades como Salvador, Belém e Brasília.
 
Veja os atos em cada estado:
 
Em Teresina, o ato começou às 16h. Os manifestantes se concentraram na Avenida Raul Lopes, Zona Leste da Capital. A organização informou que não sabe se eles irão fazer passeata ou se ficarão concentrados na avenida. A dispersão aconteceu às 19h.
 
Em Parnaíba, manifestantes se reuniram entre as 8h e as 11h. Os manifestantes saíram em passeata do Balão da Guarita até o Mercado do Caramuru. O ato foi organizado pelo prefeito Mão Santa (DEM), em defesa de Bolsonaro.
 
Pernambuco
Manifestantes se reúnem na orla da Zona Sul do Recife, no bairro de Boa Viagem, ocupando um trecho da Avenida Boa Viagem. O ato começou por volta das 14h. A dispersão aconteceu por volta das 17h.
 
Durante o protesto, palavras de ordem em defesa de Bolsonaro e contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal são ditas de cima de um carro de som. Faixas e placas nesse sentido são levadas pelos participantes, muitos de máscara.
 
Em Fortaleza, manifestantes vestidos de verde e amarelo levaram bandeiras do Brasil, faixas e placas, criticando o Congresso Nacional e em apoio ao Governo Bolsonaro.
 
Embora sem casos de coronavírus confirmados no Ceará, muitos manifestantes usavam máscaras cirúrgicas coloridas de verde e amarela. O ato começou às 16h, na praça da Imprensa Chanceler Edson Queiroz, no bairro Dionísio Torres, e deve se estender até o início da noite.
 

adauto Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-mail: adautoferreira1958@hotmail.com