17 de junho de 2024

COM queda na ocupação, Governo aprova plano para desmobilização de leitos emergenciais

 COM queda na ocupação, Governo aprova plano para desmobilização de leitos emergenciais

Em reunião ampliada, realizada na quarta-feira, 5 de agosto, o Comitê de Operações Emergenciais (COE) para Covid-19 aprovou a deliberação de iniciar a desmobilização de leitos hospitalares criados emergencialmente para aumentar a oferta de vagas durante a pandemia. O plano é rescindir gradativamente os contratos com hospitais privados onde há leitos contratados pelo governo, compensando com novas vagas na rede pública de saúde.

A medida se baseia na análise de diversos fatores, especialmente a queda no número de óbitos, reduções no índice de transmissibilidade e de ocupação de leitos hospitalares. Pelo cronograma elaborado pela equipe técnica, a desarticulação iniciará no dia 12, desativando 10 leitos de UTI e mais 10 leitos clínicos em um hospital particular da capital.

Dia 16 de agosto devem ser desativados 50% dos leitos do Hospital de Campanha do Verdão. Na reunião, ficou acertado que o COE irá avaliar semanalmente a evolução do quadro provocado pelo novo coronavírus e pode rever decisões. “Se acontecer de alguma região registrar crescimento de transmissibilidade ou ocupação de leitos, este mesmo comitê científico pode suspender novas desativações e restabelecer contratos”, ponderou o governador Wellington Dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-mail: adautoferreira1958@hotmail.com