18 de junho de 2024

HOSPITAIS do interior reduzem atendimentos ambulatoriais em Teresina

Municípios piauienses recebem novos veículos para transporte de pacientes

Um balanço das ações no primeiro semestre de 2019, constatou um crescimento no atendimento na rede de saúde pública do interior do Piauí que, como consequência, reduz a sobrecarga de pacientes transferidos para Teresina. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, nos primeiros seis meses de 2019, foram realizado 1.813.197 procedimentos ambulatoriais nos hospitais do Estado, sendo 331.512 na capital (18%) e o restante (82%), no interior.

Em relação a atendimentos cirúrgicos, foram realizados mais de 56 mil procedimentos, 1.284 a mais do que o mesmo período de 2019. “O maior crescimento de número de cirurgias se deu nos hospitais do interior do estado, onde houve o incremento de 3.144 cirurgias em relação aos dados do ano anterior”, disse o secretário.

O ranking traz o Hospital Tibério Nunes, em Floriano, como o primeiro da lista, com um aumento de 32% no número de cirurgias realizadas. O Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, em Parnaíba, apresentou um crescimento de 25%. O hospital de Luzilândia, 21%. O Hospital Justino Luz, em Picos, 19%, e no Hospital Regional Senador Cândido Ferraz, em São Raimundo Nonato, o incremento foi de 11%.

Na capital, a rede estadual de saúde conta com o Hospital Getúlio Vargas, Hospital Infantil, Maternidade Dona Evangelina Rosa, Hospital Natan Portela, Hospital da Polícia Militar, Hospital Areolino de Abreu e Hospital do Mocambinho, que nos primeiros seis meses de 2019 realizaram 17.474 atendimentos hospitalares, entre cirurgias e internação apenas na capital.

Investimentos de R$ 17 milhões

O Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), investiu R$ 17,3 milhões na reforma e ampliação da rede de saúde de quatro municípios do sul do estado. Os investimentos trouxeram modernização e mais conforto aos pacientes de São Raimundo Nonato, Simplício Mendes, Uruçuí e São João do Piauí.

Só em São Raimundo Nonato, três grandes obras são destaques. Uma é o Centro de Parto Normal de São Raimundo Nonato, que já recebeu R$ 677 mil e está com 95% de sua construção concluída. Outra é a obra do Centro Especializado de Reabilitação, onde já foram empregados R$ 3 milhões.

Mas a mais esperada é a reforma e ampliação do Hospital Cândido Ferraz, onde serão investidos R$ 4,8 milhões. O hospital, que passou a ser administrado pela Sesapi em junho, atende à população de 20 municípios da região do semiárido. “Já foi autorizada a abertura do processo licitatório e contratação de construtora para realizar a reforma e ampliação do hospital”, informou o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

No município de Uruçuí está sendo feita a reforma do Hospital Regional, que está com 77,76% de executada. Também nesse período, a Sesapi investiu mais de R$ 1 milhão na compra de equipamentos para os hospitais e unidades de saúde das quatro cidades.

Novos equipamentos

Na próxima sexta-feira (30), o Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), em parceria com o Centro Integrado de Reabilitação (Ceir), executará mais uma fase do programa “Passo à Frente”. O programa, que tem como objetivo facilitar o acesso da população a próteses, órteses e meios auxiliares de locomoção, além de promover confecção, consertos e ajustes de peças para as pessoas beneficiadas pelo projeto, desta vez chega ao Território do Vale dos Rios Piauí e Itaueira, com a execução da terceira fase do programa na região.

A ação será realizada às 8h, no município de Itaueira. Ao todo, serão entregues 466 equipamentos. Além de Itaueira, serão beneficiados também os municípios de Rio Grande do Piauí, Paes Landim e São José do Peixe, municípios que já passaram pela primeira e segunda fase do programa.

 

Autoria: Redação CCom

Tags:

adauto Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-mail: adautoferreira1958@hotmail.com