O presidente do TSE nega pedido de Bolsonaro e multa coligação a pagar quase R$ 23 milhões de reais

 O presidente do TSE nega pedido de Bolsonaro e multa coligação a pagar quase R$ 23 milhões de reais

Por Adauto Ferreira

O ministro-presidente do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, negou o pedido da verificação extraordinária do 2º  turno das Eleições 2022.. Este lépido foi apresentado na terça-feira, 22 de novembro, pelo PL, partido do presidente Jair Bolsonaro. O ministro considerou que a ação do partido que tem como presidente, Valdemar da Costa Neto, não traz qualquer indício ou prova que justifiqye a reavaliação de parte dos votos registrados pelas urnas.

O ministro condenou a coordenação da campanha de reeleição do presidente Bolsonaro, a pagar muita de quase R$ 23 milhões de reais por litigância de má-fé. E quando a justiça é acionada de forma irresponsável. O ministro presidente do TSE, Alexandre de Moraes, determinou ainda o bloqueio imediato do fundo partidário do PL, até que a multa seja paga. A ação do partido de Bolsonaro é baseada no relatório de uma consultoria privada e que diz que as urnas anteriores ao modelo 2020, deveriam apresentar números individualizados.

Portal Novos Tempos

Avatar

adauto Ferreira

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-mail: adautoferreira1958@hotmail.com