17 de junho de 2024

PRESIDENTE do Banco do Brasil, Rubem Novaes pede renúncia do cargo ao governo

 PRESIDENTE do Banco do Brasil, Rubem Novaes pede renúncia do cargo ao governo

PRESIDENTE do Banco do Brasil, Rubem Novaes pede renúncia do cargo ao governo

Na noite da sexta-feira, 24 de julho, o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, entregou o pedido de renúncia do cargo ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Economia, Paulo Guedes. A informação foi confirmada por meio de um fato relevante divulgado pelo banco.

No documento, assinado por Carlos Hamilton Vasconcelos de Araújo, vice-presidente de gestão financeira e relação com os investidores, diz que o pedido de renúncia tem efeitos a partir de agosto, em uma data ainda a ser definida e que será “oportunamente comunicada ao mercado.

O motivo, segundo o BB, é “que a companhia precisa de renovação para enfrentar os momentos futuros de muitas inovações no sistema bancário.”

O fato relevante também diz que Bolsonaro já aceitou o pedido de Rubens e que deve indicar outro nome para comandar o banco público.
Novaes assumiu a presidência do Banco do Brasil no dia 7 de janeiro de 2019. Formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o agora ex-presidente é um dos formados pela Universidade de Chicago, berço liberal e que tem Guedes como um dos seus principais expoentes no Brasil.

Uma de suas principais missões ao assumir o Banco do Brasil era a privatização total da instituição financeira. Em diversas entrevistas, Novaes afirmou que era a favor da venda, assim como o ministro Guedes. Porém, ele admitia que era difícil por ser uma decisão política e que teria de ser aceita pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo Congresso.
Na visão dele, no entanto, a privatização do banco era uma questão de tempo até por causa da própria atividade bancária, que cada vez menos têm instituições financeiras sob controle do estado.

O BB foi um dos assuntos tratados durante a reunião ministerial, do dia 22 de abril, divulgada pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), após pedido do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro.

Portal Novos Tempos – Fonte: CNN

Na noite da sexta-feira, 24 de julho, o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, entregou o pedido de renúncia do cargo ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Economia, Paulo Guedes. A informação foi confirmada por meio de um fato relevante divulgado pelo banco.

No documento, assinado por Carlos Hamilton Vasconcelos de Araújo, vice-presidente de gestão financeira e relação com os investidores, diz que o pedido de renúncia tem efeitos a partir de agosto, em uma data ainda a ser definida e que será “oportunamente comunicada ao mercado.

O motivo, segundo o BB, é “que a companhia precisa de renovação para enfrentar os momentos futuros de muitas inovações no sistema bancário.”

O fato relevante também diz que Bolsonaro já aceitou o pedido de Rubens e que deve indicar outro nome para comandar o banco público.
Novaes assumiu a presidência do Banco do Brasil no dia 7 de janeiro de 2019. Formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o agora ex-presidente é um dos formados pela Universidade de Chicago, berço liberal e que tem Guedes como um dos seus principais expoentes no Brasil.

Uma de suas principais missões ao assumir o Banco do Brasil era a privatização total da instituição financeira. Em diversas entrevistas, Novaes afirmou que era a favor da venda, assim como o ministro Guedes. Porém, ele admitia que era difícil por ser uma decisão política e que teria de ser aceita pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo Congresso.
Na visão dele, no entanto, a privatização do banco era uma questão de tempo até por causa da própria atividade bancária, que cada vez menos têm instituições financeiras sob controle do estado.

O BB foi um dos assuntos tratados durante a reunião ministerial, do dia 22 de abril, divulgada pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), após pedido do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro.

Portal Novos Tempos – Fonte: CNN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-mail: adautoferreira1958@hotmail.com